insane

HISTÓRIA DO CHOPP

O delicioso chopp que se toma hoje em dia já passou por inúmeras transformações ao longo dos seus 5.400 anos de existência, época em que foram encontrados os primeiros registros da bebida. Os Egípicios produziam uma bebida muito parecida com o chopp para oferecê-la à deusa Nina. Esta bebida era utilizada como produto de beleza as mulheres que acreditavam em seus poderes de rejuvenescimento, e nessa mesma época era utilizada como moeda para pagar os trabalhadores.

A bebida possuía um sabor muito mais forte e uma coloração bem mais escura do que o chopp que conhecemos hoje. Na Idade Média, o chopp passou a ser produzido nos mosteiros, inclusive foram os monges católicos que deram a ele o aroma e o sabor que se conhece hoje.

Em 1939 quando foi descoberta a baixa fermentação pelos cervejeiros de Pilsen (cidade localizada na República Tcheca), o chopp ficou bem mais claro e suave comparado a época que foi criado, além de alcançar uma maior duração para consumo.

Em 1876 foi publicado por Louis Pasteur, um estudo sobre fermentação de microorganismos que resultaram na pasteurização, diferença básica entre cerveja e chopp.

No Brasil, o chopp foi trazido da Europa pela família real portuguesa que estava de mudança para o antigo Brasil Colônia (1808). Porém a primeira notícia sobre a fabricação de chopp aqui, se deu em outubro de 1836, num anúncio publicado no Jornal do Comércio que apresentava a "Cerveja Brasileira".